Aí está a grande festa do desporto africano

2 de Setembro 2011, 09:07

É já este sábado que o Presidente da República, Armando Guebuza, vai proclamar a abertura oficial dos décimos Jogos Africanos Maputo 2011, aquela que será grande festa do desporto do continente negro, para qual marcarão presença mais de seis mil atletas oriundos de 47 países.


De quatro em quatro anos os desportistas africanos se reúnem numa cidade para tomar parte na olimpíada continental e desta vez coube a Maputo a hora de acolher este mega evento, que vai movimentar milhares de pessoas oriundas de vários cantos de África.

Em dois anos, Moçambique conseguiu criar as condições necessárias para que o evento tivesse lugar, tendo construído de raiz um estádio para as modalidades de futebol e atletismo, um complexo de piscinas olímpicas, uma vila olímpica onde estão hospedados os atletas, para além de ter reabilitado dezenas de infra-estruturas desportivas.

A cerimónia de abertura está a ser preparada com todo o requinte e será a condizer com a tradição de bem receber os visitantes, que marca o dia-a-dia do povo moçambicano. “No nosso melhor” é um dos lemas destes Jogos Africanos e na cerimónia de abertura será apresentado o melhor da cultura moçambicana, desde a dança, passando pelas artes de representação, terminando na música da Pérola do Índico.

Segundo o programa divulgado pelo Comité Organizador dos Jogos Africanos a festa começará pelas 12 horas quando forem abertos os portões do Estádio Nacional do Zimpeto e enquanto se aguardará pela chegada dos mais altos dignatários convidados à cerimónia haverá a actuação de vários músicos nacionais.

A cerimónia oficial iniciará as 18 Horas já com a presença do Chefe de Estado moçambicano, que dirigirá o acto que contará com a presença de todas delegações presentes aos jogos que deverão desfilar, sendo Moçambique o último país que saudará aos mais de 40 mil espectadores que se espera estejam no Estádio Nacional do Zimpeto.

Um dos atletas moçambicanos irá prestar um juramento em nome de todos participantes aos jogos, o mesmo acontecendo com os árbitros e oficiais. Eles irão jurar seguir e aplicar as regras do jogo, sobretudo o fair-play.

Referir que o Presidente da República irá receber uma medalha de mérito a ser entregue pelo Conselho Superior dos Desportos de África, pela sábia decisão de aceitar que o país acolhesse estes jogos depois de a Zâmbia ter desistido de acolher a olimpíada africana por questões financeiras.

Alfredo Lituri (Texto e Foto)

SAPO MZ

Comentários



Banca de Jornais

Votação