Federação francesa abre inquérito sobre incidentes na África do Sul

22 de Julho 2011, 13:16

A Federação francesa de futebol (FFF) criou uma comissão de inquérito sobre os acontecimentos de 20 de Junho, quando os jogadores da selecção se recusaram a treinar no Mundial2010 da África do Sul, anunciou o presidente, Jean-Pierre Escalettes.

Depois dos incidentes com a selecção francesa no Mundial da África do Sul, a Federação Francesa de Futebol (FFF) decidiu abrir um inquérito para apurar responsabilidades.

“Tomei a iniciativa de constituir uma comissão de inquérito encarregada de esclarecer os factos e as responsabilidades no desenvolvimento dos acontecimentos de domingo 20 de Junho, em Knysna”, base da equipa francesa no Mundial, indica em comunicado o presidente da FFF, que está demissionário desde 28 de Junho.

A comissão de inquérito será constituída por Laurent Davenas, procurador da república junto do supremo tribunal de justiça francês, Jacques Riolacci, antigo presidente da comissão de disciplina da liga de futebol profissional francesa, e Patrick Braouezec, presidente da fundação de futebol e deputado.

Os três membros da comissão foram escolhidos, respectivamente, pelo presidente demissionário da FFF, por Frédéric Thiriez, presidente da liga de futebol profissional e por Fernand Duchaussoy, presidente da liga de futebol amador.

“Estas três personalidades [escolhidas para a comissão de inquérito] vão dispor de toda a latitude para ouvirem, por sua iniciativa, os membros da delegação oficial, do ‘staff’ e dos jogadores da equipa de França cujo testemunho lhes pareça indispensável”, acrescenta o comunicado de Jean-Pierre Escalettes.

“A comissão de inquérito enviará as suas conclusões ao Conselho Federal. Desejo que ela possa fazê-lo na segunda quinzena de Agosto, antes do início do ciclo de jogos de qualificação para o Euro2012”, acrescenta o documento.

A 20 de Junho, os jogadores decidiram não treinar para protestarem contra a exclusão da equipa nacional francesa de Nicolas Anelka, na sequência de insultos por ele dirigidos ao seleccionador Raymond Domenech, no intervalo do jogo França-México, que os gauleses perderam, por 2-0.

Comentários



Banca de Jornais

Votação