A polícia sul-africana confirmou hoje que o director financeiro

22 de Julho 2011, 13:15

A polícia sul-africana confirmou hoje que o director financeiro do Comité Organizador Local do Mundial de futebol foi baleado na terça-feira durante um assalto à sua residência, no bairro de Sandton, Joanesburgo.

Farouk Seedat, de 52 anos, foi admitido num hospital de Joanesburgo com um ferimento de bala, tendo a sua situação clínica sido hoje descrita como “estável”.

A capitã de polícia Kim Cloete referiu que Seedat foi aparentemente ferido a tiro cerca das 10:00 de terça-feira no decorrer de um assalto à sua residência em Sandton, salientando que as autoridades estão a investigar a ocorrência, embora sem terem efectuado ainda qualquer detenção.

A criminalidade violenta, que deu sinais de arrefecimento durante o Mundial em toda a África do Sul, voltou a aumentar de intensidade após a conclusão do torneio, com números incidentes a merecerem destaque na comunicação social nos últimos dias.

Entre os crimes que mereceram destaque está a violação durante o fim-de-semana, na província do Cabo Oriental, de duas cidadãs estrangeiras, em incidentes separados.

Na localidade de Storms River, uma turista alemã de apenas 15 anos foi violada por dois assaltantes que forçaram a entrada no chalet onde dormia com um irmão, a poucos metros de uma outra unidade onde se encontravam os pais.

Nas proximidades do Parque de Elefantes de Addo, uma cidadã holandesa que fazia trabalho humanitário foi também violada durante o fim-de-semana, levando Veliswa Mhlapo, porta-voz da Junta de Turismo do Cabo oriental, a considerar a situação “chocante”.

Comentários



Banca de Jornais

Votação